terça-feira, 27 de novembro de 2018

Como escolher o terreno? (primeiros passos para construir)



Como ter maior segurança ao comprar um terreno? Como ter certeza de que se está fazendo a escolha certa? Tudo começa ao analisar se o terreno atende às suas necessidades: o que você quer construir vai caber no terreno? Além disso, outras questões precisam ser checadas.

Questões mais óbvias como localização, estética do lote/entorno e documentação não serão abordadas aqui. O que você precisa saber sobre a dinâmica urbana da região, está no item 6 desta postagem do blog.

1. Consulta para Construir da Prefeitura

Imagem: blumenau.sc.gov.br
Se você se interessou por um terreno em específico, é a primeira coisa que você deve pedir ao corretor de imóveis. Além de saber quantos metros quadrados poderão ser construídos no terreno em questão, você poderá saber de que forma pode ocupar o terreno, se existe tubulação ou córrego ao qual é necessário deixar recuo, entre uma série de outras limitações que o terreno possa ter.

Em Blumenau, por exemplo, é comum encontrar terrenos que estão em área de risco geológico, por conta de desabamentos que ocorreram principalmente de 2008 em diante. A cota de enchente ao nível da rua do terreno também aparecerá na Consulta, o que pode influenciar na sua escolha por um terreno ou outro, ou mesmo na forma da construção (térreo da casa mais elevado, elevar nível do terreno, etc.).

Para conseguir a consulta de um terreno, o processo é totalmente online, podendo ser realizado diretamente no site da Prefeitura de Blumenau, neste link: Consulta de Viabilidade

________________________________________________________________________________
Ao analisar a consulta, você pode precisar de consultoria profissional para:


a) Entender o quanto os índices e recuos podem limitar sua necessidade construtiva (área máxima permitida, quantos andares, como o recuo de um rio/córrego/tubulação vai impactar na implantação, etc.); 

b) Demais questões dependentes de um melhor entendimento do Plano Diretor municipal;

c) Saber quantas unidades, de que tamanho e quantas vagas de garagem será possível construir (para construtores de edifícios, pequenos condomínios residenciais, casas geminadas, etc.).
________________________________________________________________________________

Para estas questões e especialmente para a última, é comum ser necessária a consultoria de um(a) arquiteto(a), que fará um Estudo Preliminar para saber o que o terreno comporta e de que forma. 

Para entender melhor o que é um Estudo Preliminar, consulte este link do nosso blog >>> O que é um estudo preliminar? 


2. Insolação e ventilação

Pode não parecer importante, mas insolação ou ventilação deficientes podem não estar relacionadas somente a um projeto de arquitetura ruim.

Um terreno cercado por edificações muito mais altas que a sua pode prejudicar a insolação e ventilação da sua casa, o que pode acarretar em problemas de umidade que vão afetar a sua saúde e de sua família.
Neste exemplo extremo, a ventilação da casa foi comprometida. Além disso, dependendo da insolação, da cor e da refletividade dos paredões, isto pode também causar desconforto luminoso. Imagem: inhabitat.com

Em casos não tão extremos quanto o da imagem acima, mas com um ou dois lados de paredes cegas ou empenas altas de construções vizinhas nos limites do terreno, é importante conhecer a direção dos ventos dominantes da região para saber se a sua futura construção terá problemas de ventilação.

O mesmo pode ocorrer se o terreno ficar em uma encosta de morro, dependendo da posição da encosta em relação ao sol ou aos ventos dominantes.
Apesar de parecer uma ótima ideia, se o norte do terreno estiver na direção da encosta do morro onde a casa está, ela pode ter insolação deficiente (principalmente no inverno). Imagem: Casa Claudia
Por isso, para esta questão também pode ser necessária a consultoria de um(a) arquiteto(a).



3. Terreno com aclive ou declive

Dependendo do quão íngreme for o terreno, você terá maiores gastos com a estrutura da casa. O custo de uma casa pode aumentar em até 1/3 em relação à mesma casa construída em terreno plano (ou até mais, dependendo da situação geológica do terreno e de quantas paredes serão em "cortina de concreto"). Você pode utilizar esta informação para justificar um pedido de desconto, caso o terreno que você queira esteja caro por ser em um bairro nobre ou ter uma bela vista, por exemplo.


3. Sondagem do solo

É recomendada sempre, pois assim não haverá gastos surpresas com fundação. Geralmente é feita em fase de projeto estrutural, após a compra do terreno.

Sondagem de solo é um procedimento similar ao de uma radiografia médica: é possível checar a densidade das camadas que compõem o solo abaixo da superfície e também identificar se existe lençol freático.

Quanto mais alta a construção a ser estabelecida no terreno ou maior o aclive/declive do terreno, maior a importância da sondagem do solo, porque influencia no valor a ser gasto com fundação.


4. Consulte um arquiteto(a)!

Ainda está na dúvida? Então não hesite em consultar um arquiteto(a), que saberá orientar sua decisão da melhor forma. Na Montanari Arquitetura, o valor da consultoria para compra do terreno é gratuito caso você faça o projeto arquitetônico conosco. Clique aqui e entre em contato!


Nenhum comentário:

Postar um comentário